Como evitar agrotóxicos e economizar no lanche

A todo o instante, revistas e programas de tv, nos alertam sobre os riscos, ou nos tranquilizam, sobre o uso dos agrotóxicos. Como a mídia manipula boa parte das informações, não podemos nos valer dos informes passados por eles. Mas que os males causados pelos agrotóxicos já são conhecidos de todo mundo, ah, isso nós sabemos! Câncer, desenvolvimento púbere precoce, entre muitos outros. Se não podemos ter certeza de que tudo isso realmente ocorre na ingestão diária de agrotóxicos, então é melhor evitá-los.

No entanto, como fazer isso se os produtores e a mídia nunca são 100% transparentes conosco? Bem, alguns produtos vem com um selo de não utilização de agrotóxicos, produto orgânico, entre outros, mas nem todo mundo confia, afinal, a fiscalização no país, em relação aos agrotóxicos, ainda é muito precária. Leia está matéria do ano passado, por exemplo. Abaixo destaquei o trecho, da mesma matéria, que mais me chamou a atenção.

Vale destacar que o Brasil é o país que mais consome agrotóxicos no mundo. Foram cerca de 1 bilhão de litros em 2009. No mesmo ano, 115 pessoas morreram contaminadas com esse tipo de produto e quase 4 mil ficaram intoxicadas segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Não é assustador?

A não ser que você more próximo a um pequeno agricultor, e compre direto com ele, ninguém tem como saber, com certeza, o que está levando pra casa. Mas podemos diminuir os riscos, nos utilizando de uma prática antiga. Comprar frutas e legumes na época certa! Simples assim! E reduzimos ainda mais os riscos de levarmos produtos com agrotóxicos se comprarmos produtos orgânicos na época certa e de produtores mais próximos de nossa cidade ou estado.

Agrotóxicos são utilizados para que os alimentos amadureçam mais rápidos, durem mais tempo, não sejam atacados por pragas, entre outros. Sendo assim, os alimentos que são cultivados na época certa, não precisam de nada disso, e não precisam de agrotóxicos. Se o produtor estiver próximo de sua região, também não tem porque utilizar agrotóxicos, afinal, os produtos viajarão uma curta distância, não sendo necessários produtos que aumentem sua duração. Entendeu?

Comprando pela sazonalidade dos alimentos, ainda temos mais um benefício, economia! Isso mesmo, frutas, verduras, e legumes ficam mais baratos durante está época. Então, porque não comprar assim?

Não conhece o calendário de sazonalidade? Bem, as Centrais de Abastecimento fornecem um calendário nos sites. Este é o link para o calendário do CEASA de Campinas – SP, e este é o link do CEAGESP. São bem completos! Mas se quiser uma versão pequena, só para imprimir e deixar dentro da agenda, por exemplo, pode usar este aqui.

Infelizmente não posso dizer de onde veio este calendário. Está é uma daquelas imagens que rolam pela internet e logo perdem a fonte, então, se alguém souber de onde vem, por favor, me avisem para que eu possa dar os devidos créditos.

Lista de compras para o lanche

As férias chegaram e a meia trégua das bentos também. Digo meia porque ainda preparo algumas pro lanche da tarde da minha filha. Ainda tenho marmitinhas que fiz em junho para postar, mas ficaram no outro computador, que está em manutenção, assim que voltar eu posto. Até lá, achei interessante dividir a lista de compras que faço para as bentos.

Alguns itens são facilmente encontrados em quaisquer supermercados, outros dependem da época, outros são encontrados somente em lugares que vendem importados, enfim, combine os itens que sejam mais interessantes pra você e pro seu bolso, aproveitando principalmente a época em que alguns itens, como frutas e vegetais, são vendidos a menores preços.

Cada porção equivale a mais ou menos 25 gramas, se você não tem tempo de ir ao mercado toda semana compre mais, se tem, compre menos para manter os alimentos mais frescos.

Muffin integral, hummus, sucos e achocolatados prontos, eu não compro ou compro em pequena quantidade, acabo fazendo em casa mesmo, mas algumas vezes, não temos tempo, então um suco de caixinha, por exemplo, acaba sendo útil, por isso é sempre bom ter uma quantidade pequena em casa daqueles que tem validade acima de 3 meses.

Pode ser que eu não tenha colocado um item ou outro, ou porque esqueci, ou porque são praticamente impossíveis de encontrar no Brasil. Vou adicionando os itens que acabei por esquecer quando for lembrando!

Gosto de colocar vegetais e proteínas no lanche pois é uma forma de complementar a alimentação. O aipo é legal mandar com um molho caseiro, assim eles molham o aipo e fica mais gostoso. O ovo eu mando sempre que posso na lancheira, pois em casa minha filha não come a gema, mas as professoras me disseram que na escola ela come tudo, e eu nunca vejo voltar nada.

Gostaria de ver a lista de compras de lanches das outras mães. Se tiverem uma listinha, postem no campo dos comentários para que eu me inspire também!